Bio.
Gonzalo Rubalcaba Trio

Dia 04, 23h30

Gonzalo Rubalcaba . piano
Armando Gola . contrabaixo
Ludwig Afonso . bateria

O pianista e compositor Gonzalo Rubalcaba nasceu em 27 de maio de 1963 numa família musical em Havana. O pai, pianista, compositor e líder de banda Guillermo Rubalcaba, também tocou na orquestra de Enrique Jorrín, o criador do cha-cha-cha. Gonzalo, uma criança prodígio que aos 6 anos tocava bateria na orquestra de seu pai, começou a sua formação formal dois anos depois, com o piano como seu instrumento principal. Graduou-se em composição no Instituto de Belas Artes de Havana e, na adolescência, trabalhava quer como baterista, quer como pianista, nos hotéis, salas de concerto e clubes de jazz de Havana. Após a formatura, começou a tocar profissionalmente, viajando por Cuba, Europa, África e Ásia com a lendária Orquesta Aragón e também como sideman em grupos de jazz. Em 1984, criou a sua própria banda afro-cubana de jazz-rock, “Grupo Proyecto”.

Os encontros com Dizzy Gillespie e, em 1986, com Charlie Haden deram-lhe a oportunidade de mostrar o seu talento ao público de jazz nos Estados Unidos. Faz uma série de gravações em Havana e Frankfurt, incluindo três excelentes gravações com seu quarteto cubano: Mi Gran Pasión (1987), Live em Havana (1989) e Giraldilla (1990). Rubalcaba mudou-se para a República Dominicana em 1991 e estabeleceu-se definitivamente em Miami em 1996.

A sua carreira internacional, que inclui discos como “Discovery – Live at Montreux”, “Images – Live at Mt. Fuji”, “The Blessing”, “Suite 4 e 20”, “Rapsodia”, “Diz” e “Imagine – Gonzalo Rubalcaba nos EUA”, recebeu 16 nomeações para vários prémios. Ganhou o Grammy com “Nocturne” (2001) e “Land of the Sun” (2004), duas coleções de baladas latinas e boleros gravadas com Charlie Haden; e o Grammy Latino com “Supernova” (2002) e “Solo” (2006).

Em 2010, fundou com Gary Galimidi a “5 Passion Records” e, desde então, a editora não só lançou as últimas gravações de Rubalcaba, como “Fe” (2011), “XXI Century” (2012), “Live Faith” (2014), como a suíte Caminos. (2015), e Charlie (2016), mas também álbuns de outros artistas.

Refletindo o seu interesse em educação musical, Rubalcaba juntou-se ao corpo docente da Escola de Música Frost da Universidade de Miami em 2015.

Fonte: www.g-rubalcaba.com