Bio.
Orquestra do Hot Clube de Portugal

Dia 03, 21h30

Luis Cunha . direcção
Pedro Nobre . produção

Daniel Vieira . sax alt/sop
J. Mortágua . sax alt/cl/fl/
César Cardoso . sax t/cl/fl
Mateja Dolsak . sax t/cl/fl
Paulo Gaspar . sax b/cl b
Lars Arens . tromb
André Ribeiro . tromb
André Conde . tromb
Rui Bandeira . tromb
Ricardo Carvalho . tromp
Johannes Krieger . tromp
Gonçalo Marques . tromp
Tomás Pimentel . tromp
Nuno Costa . guit
Óscar Graça . piano
Diogo Alexis . cb
Pedro Felgar . bat

A Big Band do Hot Club de Portugal surgiu em 1991, reunindo alguns dos melhores músicos de jazz nacionais. No seu concerto de estreia no Teatro São Luiz, em Lisboa, foi dirigida por Zé Eduardo, tendo sido dirigida por Pedro Moreira, e desde 2011 por Luís Cunha.

Ao abrigo de protocolos com a antiga Secretaria de Estado da Cultura e o atual Ministério da Cultura, apresentou-se em dezenas de autarquias. Inaugurou a programação de Jazz da Culturgest, tendo como solista convidado o trompetista Freddie Hubbard. Tocou também com Benny Golson, Curtis Fuller e Eddie Henderson, com quem gravou um CD para a Polygram.

Em 2000 apresentou-se em Madrid no prestigiado Círculo de Belas Artes. Participou em vários festivais de jazz como o do Porto, o de Guimarães, o de Coimbra, Lisboa em Jazz, Jazz no Parque (Serralves), Jazz em Agosto, Festa do Avante, Angrajazz, Funchal Jazz, Festival de Jazz do Estoril, Festa do Jazz (Teatro São Luíz), entre outros. Em 2007 tocou na Assembleia da República e em 2009 no Concerto de Celebração da assinatura do Tratado de Lisboa, na Expo.

A Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal tem vindo desde 2011, a desenvolver um trabalho baseado em novos repertórios de compositores nacionais. Em 2014 foi desafiada para, em conjunto com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, levar a palco repertório de António Pinho Vargas. Foram feitos novos arranjos dos temas de jazz deste compositor, por músicos da Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal, nomeadamente Tomás Pimentel, Luís Cunha, Óscar Graça e César Cardoso. A primeira apresentação em Concerto deste projecto deu-se em Março de 2015, no Teatro Municipal de S. Luiz. Este trabalho tornou-se de tal maneira interessante no processo de afirmação da Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal que foi decidido editá-lo no final de 2016 em disco, edição da etiqueta discográfica do HOT. “A Dança dos Pássaros”, nome do cd editado e um dos temas mais conhecidos do repertório deste compositor, contribuirá certamente para que a música de António Pinho Vargas continue a ser parte fundamental da cultura musical portuguesa.

Fonte: Hot Clube de Portugal